depressão

4 sinais da depressão

A depressão não é uma doença nova, embora esteja recebendo maior atenção e sendo considerada uma epidemia pela Organização Mundial de Saúde. Desde o início do século XX a doença começou a ser vista como ela é e não como sinônimo de tristezas, angustias ou outros sentimentos. Neste mesmo período ela começou a ser tratada com antidepressivos, que no começo, eram também os mesmos medicamentos que atendiam alergias e a tuberculose.

Entre experiências positivas e negativas, medicamentos mais eficazes foram surgindo, enquanto a própria doença avançou nas últimas décadas. Seguindo estimativas, em poucos anos a depressão poderá ser a maior causa de incapacitação do mundo, sendo seus medicamentos os mais prescritos e consumidos.

Como detectar a depressão

A melancolia já foi sinônimo de depressão bem antes no século passado. Foi Hipócrates quem direcionou seu significado e Aristóteles a definindo de forma mais romantizada e bucólica. Na Idade Média ela foi considerada como uma espécie de inércia, que levava o paciente a cometer pecados. A doença pode atingir qualquer pessoa, de todas as idades, classes sociais e etnias, inclusive atingiu personalidades como Van Gogh, Abraham Lincoln e Marilyn Monroe.

No século XIX a doença ganhou status, ao atingir artistas e poetas por descrever tristezas profundas. Só passou mesmo a ser vista como uma doença séria e que precisa ser tratada adequadamente no século XXI, com índices graves de aumento pelo estilo de vida definido pela sociedade moderna.

Silenciosa, muitas vezes seus sintomas são camuflados por outros sentimentos e deduções, até que ela cresce e pode tornar o paciente incapacitado para o trabalho, estudos e vida social. É preciso atenção com os sinais iniciais da doença, para realizar o tratamento o mais cedo possível e conseguir atingir melhores resultados.

Listamos abaixo 4 sinais da depressão, observando sempre a continuidade dos sintomas:

1 – Tristeza

É comum confundir uma pessoa muito triste com depressão e vice versa. Na verdade, o sentimento de tristeza faz parte da depressão, sem justificativas para que ele surja. O paciente se sente pessimista, sem ânimo e com sentimento de culpa por qualquer circunstância negativa que possa ocorrer.

2 – Dor

O paciente depressivo sente dores em várias partes do corpo, sem uma causa específica. Em especial a cabeça, pernas, costas e estômago.

3 –Mudança no sono e na alimentação

O depressivo tem dificuldade de dormir e pode ter situações de insônia, que alimentam ainda mais a dor de cabeça e a sensação de cansaço. Mas é possível também que ele tenha muito mais sono que o normal e não se sinta com forças para levantar. A depressão também influencia a alimentação, diminuindo o prazer de comer.

4 – Desânimo

O paciente com depressão apresenta desânimo constante que provoca desinteresse em atividades que antes lhe dava prazer. Com o avanço da doença, o paciente sente dificuldades em realizar atividades cotidianas como tomar banho, caminhar e trabalhar.

Quer saber mais? Clique no banner!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp